PT, PDT e outras variáveis na sucessão de José Sarto

O Palácio do Bispo, sede da Prefeitura de Fortaleza / Divulgação

Antes, vamos colocar o que, na média geral, já são pontos pacíficos na conjuntura política de Fortaleza.

No controle do Palácio da Abolição, a partir de janeiro, o PT clássico voltará a ter a Capital como objeto do desejo.

A posição petista, de olho na Prefeitura, deverá ser reforçada pelo alinhamento ao lulopetismo nacional.

O PT na Câmara Municipal de Fortaleza é, geneticamente, opositor à gestão pedetista.

O histórico é mediano, mas não deve ser desprezada a força eleitoral do Governo do Estado na Cidade.

Somando até aqui, não há no horizonte razoável um cenário sem candidatura própria do PT em Fortaleza.

Outra trincheira
Enquanto isso, temos o prefeito José Sarto com direito a disputar um segundo mandato consecutivo. Hoje, o pedetista tem apoio no partido para tal.

Também conta o controle que o prefeito tem da CMFor, via Gardel Rolim (PDT), próximo presidente da Casa e aliado de primeira hora.

Como acontece em temporadas pré-eleitorais, Sarto dará um choque de gestão, para melhorar a percepção pública.

Outras forças
Correndo por fora do eixo PT-Sarto, há pelo menos três forças relevantes, remanescentes dos últimos arranjos eleitorais.

Que rumos seguirão os grupos liderados por Capitão Wagner (União Brasil), Domingos Filho (PSD) e Acilon Gonçalves (PL)?

Os três grupos são distintos. Domingos e Acilon já participaram de governos do PT e PDT. Podem voltar a sentar à mesa.

Condicionantes
Isso posto, vamos a algumas variáveis que, como o nome sugere, são de difíceis controle ou previsão.

O PDT na Assembleia Legislativa vai para a base de Elmano? O PT na CMFor vai para a base de Sarto?

Caso o PDT adira ao Abolição, Roberto Cláudio fica no PDT ou mudará de casa?

Sarto será, efetivamente, candidato à reeleição? Como estará a aprovação da gestão pedetista no primeiro semestre de 2024?

Como estará a musculatura político-eleitoral do governo Elmano no primeiro semestre de 2024?

Capitão Wagner terá força para sair candidato a prefeito, depois de três derrotas seguidas?

Cardápio
Muitas questões acima já estão consolidadas. Outras, seguem em construção.

A maioria, entretanto, forma o cardápio que deverá ser servido na disputa pela cadeira do atual prefeito de Fortaleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *