Mais da Coluna Erivaldo Carvalho, do jornal O Otimista, desta sexta/28

O PSDB e os ecos de 2022

Com os ventos políticos soprando a favor de uma possível aliança do PSDB com o PDT de Roberto Cláudio, em Fortaleza, peças do xadrez político de 2022 podem ser mexidas. Isso, dependendo da indicação do candidato a vice-prefeito na chapa governista. Se o nome sair da aliança PSDB-DEM, o senador Tasso Jereissati já estaria contemplado. Ou seja, perderia força o movimento de apoio do consórcio partidário, atualmente liderado pelos Ferreira Gomes, à reeleição do hoje senador tucano, daqui a dois anos.

Candidatos para todos os gostos

Fortaleza terá postulante a prefeito antibolsonarista, anticirista e antipetista. O pré-candidato Heitor Férrer (Solidariedade) quer pregar para os eleitores que não são a favor de nenhuma das três forças. Já Anízio Melo (PCdoB) diz que se posicionará para “superar a triangulação”. Ou seja, teremos palanques para todas as plateias.

Subsídios e peso diferenciado

O ciclo de debates com os pré-candidatos do PDT não foi decisivo, mas deu subsídios para a definição – que pode recair ou não sobre um dos cinco nomes apresentados. O último, mediado por Roberto Cláudio, mostra o peso diferenciado que o atual prefeito terá nessa discussão. O tema não poderia ser outro: “O Futuro de Fortaleza”.

Mais da coluna Erivaldo Carvalho, do jornal O Otimista, desta 2ª

Atenção ao Fundeb

O Novo Fundeb, na pauta da Câmara Federal esta semana, prevê duplicação, até 2026, dos atuais 10% para 20% na composição financeira, com estados e municípios. O fundo beneficia cerca de 38 milhões de alunos, da creche ao ensino médio. O atual Fundeb vence em dezembro. Já o novo é uma PEC. Aprovado, será constitucionalizado. A votação merece atenção, para além do fato de ser importante. Se só isso resolvesse, não estaríamos diante de tantos retrocessos na área.

Sintonia e firmeza

Com restaurantes até as 23h e sem aulas presenciais, começa hoje a quarta fase do plano de retomada das atividades econômicas em Fortaleza. O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio seguem firmes e sintonizados na condução do processo – apesar das pressões, que não têm sido poucas.

Explicação emergencial

Ao votarem contra a prorrogação do auxílio emergencial até dezembro, 309 deputados federais terão muito a explicar a seus leitores. Outros 123, mesmo derrotados, ficaram bem na foto. No Ceará, foram 11 contra a emenda. O placar repercutiu. E deverá ser bem lembrado no já próximo período eleitoral.