Alinhamento Ceará-Brasília começa a apresentar primeiros resultados

Dias e Elmano são petistas históricos / Divulgação

Gestão pública é feita de qualidade técnica, mas sobretudo – às vezes, especialmente -, pelo meio de campo político.

É o que se constata da reunião entre o governador Elmano Freitas e o ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellingthon Dias.

A conversa entre o chefe do Executivo Estadual e o representante do governo federal foi muito mais do que o debute do cearense nos gabinetes de Brasília.

O encontro teve forte simbolismo para a administração Elmano. O combate à insegurança alimentar no Ceará é uma das prioridades do atual governo.

Encaminhamentos
Houve encaminhamento de parcerias. Uma delas, será a complementação específica do Bolsa Família para crianças de até seis anos.

O programa Mais Infância também será vitaminado, com reajuste no valor do benefício e ampliação do alcance.

O ministro demonstrou interesse no formato do Mais Infância e no projeto Cozinha Solidária.

Num bom cenário, as iniciativas do Ceará poderão ser replicadas em outras regiões e governos.

Quatro vezes governador do Piauí, estado estigmatizado como um dos mais pobres do Brasil, Dias sabe o tamanho do desafio de Elmano.

Mas foi o alinhamento político entre os dois petistas históricos o principal cartão de visitas do governador do Ceará no ministério.

Sim. Dias está à frente do MDA por ser do PT. Assim Lula decidiu. O enfrentamento à fome é uma questão central para o presidente.

Dever de casa
Por esse ângulo, pode-se dizer que o governo Elmano está triplamente alinhado à Brasília. Os resultados logo chegarão.

Vale o registro de que o governador fez o dever de casa.

No desenho da nova estrutura governamental, o petista criou, a partir de um desmembramento, a Secretaria da Proteção Social.

Isso dá muito mais peso político e força institucional à causa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *