Messianismo lulopetista caminha para fechar o ciclo

Lula terá 81 anos de idade em 2026 / Marcelo Camargo / Agência Brasil

Faz sentido o PT planejar 2024 já de olho em 2026. Símbolo máximo do grupo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá, se tudo der certo e nada der errado, 81 anos de idade em outubro de 2026. Nessa perspectiva, o ciclo político que começou com greves no ABC paulista, na década dos anos 1970, e hoje é populista e personalista – com ares de messianismo -, terá chegado ao fim. Daí para frente, outras variáveis produzirão muitas incógnitas.

Cresce tensão no PDT do Ceará
Ainda o maior partido do Ceará, o PDT corre o risco de implodir. A avaliação vem sendo feita por lideranças da própria legenda, diante da queda de braço pelo controle da sigla no Estado. A agremiação é presidida pelo deputado federal André Figueiredo. O maior nome pedetista cearense, entretanto, é o senador Cid Gomes. Desde o traumático processo de 2022, ambos estão em lados opostos. Dependendo do desfecho, muitos prefeitos deixarão o grupo. Ou seja: se não implodir, PDT poderá definhar.

TBT político
O TBT – ou “volta a uma quinta-feira”, para os íntimos -, está se tornando uma boa sacada para ex-prefeitos, hoje na oposição. É o caso, por exemplo, do deputado estadual Cláudio Pinho (PDT), que já governou São Gonçalo do Amarante. O pedetista usou o recurso para lembrar como era a merenda escolar em seus oito anos de gestão.

Foco errado
Em Brasília, a Câmara dos Deputados aprovou projeto para tipificar como crime quem cometer certos atos discriminatórios contra autoridades políticas. Isso é muito grave. Já há privilégios e regalias demais. Deveria ser repudiado com toda força. E não perdermos tempo com deputado cearense que votou sem camisa. O foco está errado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *