Chiquinho Feitosa senador

A posse do empresário Chiquinho Feitosa no Senado da República é um fato político relevante. Não pela figura do suplente que não foi votado, mas que assume uma importante representação nacional. Esse é outro debate. Mas pelas circunstâncias em si. O empresário chega à Casa em substituição de ninguém menos do que Tasso Jereissati (PSDB), personagem de proa do Congresso Nacional. Atuará nas duas, provavelmente, mais poderosas comissões: a de Constituição e Justiça e a de Assuntos Econômicos. A primeira, por ser o vestíbulo para qualquer tramitação de peso, a exemplo de nomeações para tribunais superiores (alô, André Mendonça!) e embaixadas; a segunda, como o próprio nome sugere, é o foro de debates e decisões sobre regulação econômica nacional, empréstimos internacionais para estados e municípios, entre outras atribuições do gênero.

Serão quatro meses atravessados por mais de 40 dias de recesso parlamentar – regimentalmente, de 22/12/21 a 2/2/22. Em compensação, teremos, nesta reta final de ano, a votação do Orçamento da União, a coluna central de qualquer governo. Não se sabe detalhes sobre o que foi conversado entre Tasso e Chiquinho. Mas se supõe que tenha havido, alinhado com o governo Camilo Santana (PT), tratativas sobre áreas de interesse de investimentos no Estado do Ceará, no caso de emendas de bancada, assim como compromissos com as emendas individuais.

Atual e ex têm votos parecidos
O senador Chiquinho Feitosa vai acumular força política para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados. Nesse quesito, vai se assemelhar ao ex-presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB), que também faz planos de voltar a um mandato. Mais: ambos, igualmente, são empresários do agronegócio, atualmente controlam partidos políticos, são ex-deputados, têm redutos eleitorais no Interior do Ceará e conhecem de perto os meandros dos bastidores da política local e nacional. De várias formas, apesar de estarem em grupos distintos, os dois disputarão votos parecidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *