Após reunião com o Presidente do Senado, Guedes afirmou que o auxílio emergencial pode voltar

Guedes discute a possibilidade de retomar o auxílio emergencial

Nesta sexta-feira ,5, segundo o Ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu a volta do auxílio emergencial, depois de ser cobrado pelo novo presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Como base de campanha dos candidatos para a presidência do Senado e Câmara dos Deputados, a volta do pagamento para pessoas de baixa renda é quase confirmada.

Os presidentes do congresso assinaram uma declaração conjunta que vai estudar a volta do auxílio emergencial para os brasileiros, sem que seja comprometido o teto de gastos públicos.

Guedes afirma a possibilidade de um rombo nos gastos públicos. Além disso, voltou a cobrar do Congresso a retomada da discussão sobre a reforma tributária para a aprovar a retomada do auxílio. Caso seja confirmada, seriam cerca de 68 milhões de pessoas beneficiadas.