Luizianne e Sarto: eleitorado semelhante e confronto direto

O perfil do eleitor de Fortaleza com intenção de votar no candidato José Sarto (PDT) é mais semelhante ao de Luizianne Lins (PT) do que os que pretendem optar por Capitão Wagner (Pros).

A constatação está na pesquisa divulgada nesta segunda/12, pelo Instituto Paraná.

Mais detalhes da sondagem podem ser conferidos aqui, aqui e aqui.

De acordo com os dados, Capitão Wagner pontua melhor no eleitorado masculino mais jovem, de baixa escolaridade e da faixa populacional economicamente ativa.

O candidato do Pros vai perdendo força à medida em que a idade e a escolaridade do eleitor avançam.

Veja a imagem abaixo:

Fonte: Instituto Paraná

Já Luizianne e Sarto oscilam tanto entre as faixas etárias quanto de escolaridade, e apresentam pelo menos três semelhanças

A petista e o pedetista aparecem melhor nas faixas eleitorais a partir de 45 anos de idade e entre quem tem ensino médio completo ou incompleto.

Ambos também são melhores fora da faixa eleitoral da população economicamente ativa.

O que isso significa, supondo que Capitão, teoricamente, já esteja com o passaporte carimbado para o segundo turno?

Simples.

Que o candidato do PDT, que já esperava por uma disputa com Luizianne pela segunda vaga no segundo turno, agora, com eleitores semelhantes, sabe que o confronto será ainda mais direto.

Forram entrevistados 740 eleitores, entre os dias 9 e 11 de outubro.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número CE-07388/2020.

Três categorias de candidato disputam a Prefeitura de Fortaleza

Capitão, Luizianne e Sarto formam o grupo de elite com reais chances de vitória / Montagem sobre Imagens de Internet

Realizada e bancada pelo Instituto Paraná, a primeira pesquisa de intenção de voto para suceder o prefeito Roberto Cláudio (PDT) mostra o seguinte cenário:

ESPONTÂNEA (não são apresentados nomes dos candidatos aos entrevistados)

Não sabe: 58,8%
Ninguém: 11,4%
Capitão Wagner: 12,8%
Luizianne Lins: 5,7%
Sarto: 4,6%
Heitor Férrer: 2,0%
Renato Roseno: 1,4%
Célio Studart: 0,9%
Heitor Freire: 0,8%
Outros nomes citados: 1,6%

ESTIMULADA (são apresentados nomes dos candidatos aos entrevistados)

Não sabe/não respondeu: 5,7%
Nenhum/Ninguém/Branco/Nulo: 13,9%
Capitão Wagner: 35,0%
Luizianne Lins: 14,9%
Sarto: 10,1
Heitor Férrer: 7,3%
Renato Roseno: 4,7%
Célio Studart: 4,5%
Heitor Freire: 2,2
Anízio: 0,5%
Samuel Braga: 0,5%
Paula Colares: 0,4%
José Loureto: 0,3%

Os índices apresentam, nitidamente, que há três categorias na disputa:

Os concorrentes de elite – Capitão Wagner (Pros), Luizianne Lins (PT) e José Sarto (PDT), de onde deverá sair o próximo prefeito.

O segundo escalão – Férrer (PDT), Roseno (Psol) Studart (PV) e Freire (PSL) – construirão um bom recall para as próximas eleições.

Os figurantes – Anízio, Samuel, Paula e Loureto – como o nome diz, vão figurar.

Hoje, estariam no segundo turno Capitão e Luizianne.

Mas hoje é hoje. O primeiro turno está marcado para daqui a 33 dias.

Forram entrevistados 740 eleitores, entre os dias 9 e 11 de outubro.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número CE-07388/2020.

Mais de 70% dos eleitores de Fortaleza ainda não têm candidato a prefeito

Primeiro turno será no dia 15 de novembro / Reprodução de Internet

Primeira de uma série de quatro pesquisas previstas para esta semana, a sondagem do Instituto Paraná para prefeito de Fortaleza mostra que 70,2% dos eleitores não sabem em quem vão votar para suceder o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

O índice aparece na modalidade espontânea – quando o instituto pergunta “Se as eleições para Prefeito(a) de Fortaleza fossem hoje, em quem o(a) Sr(a) votaria?”. São três possíveis respostas:

1) Não sabe
2) Ninguém
3) Quem?___________________

A opção “Não sabe” foi marcada por 58,8% dos entrevistados. Outros 11,4% preferiram a resposta “Ninguém”.

Na mesma abordagem, os percentuais de citação dos candidatos a prefeito foram os seguintes:

Capitão Wagner: 12,8%
Luizianne Lins: 5,7%
Sarto: 4,6%
Heitor Férrer: 2,0%
Renato Roseno: 1,4%
Célio Studart: 0,9%
Heitor Freire: 0,8%
Outros nomes citados: 1,6

Na cotação do dia, pode-se dizer que a disputa na Capital está em aberto.

Não surpreende.

Tradicionalmente, o envolvimento do grande público com a disputa eleitoral acontece na reta final da campanha.

Temos muita disputa pela frente, até o 1º turno (15/11) e ainda estamos no início da 2ª semana de propaganda no rádio e TV.

Some-se a isso o 2020 pandêmico. Com tantos medos e sequelas à sua volta, o eleitor, dificilmente, está colocando a votação para prefeito no topo de suas preocupações diárias.

As severas restrições a atos eleitorais de rua – que retardam o envolvimento e o processo de escolha do candidato preferido -, também devem ser consideradas.

Tudo somado, também é previsível que sejam baixos os índices de intenção de voto entre os candidatos.

O Instituto Paraná entrevistou 740 eleitores, de sexta a domingo últimos, sob o registro no TSE CE-07388/2020.

A pesquisa, bancada pelo próprio instituto, foi divulgada na manhã desta segunda/12, pelo site CN7.

Ao longo da semana deveremos ter mais três pesquisas, nessa sequência: Ibope, IBPI e Datafolha.