Areninhas como embriões do empreendedorismo nos bairros

Pela proposta, as estruturas, que já transformam pelo esporte, agregariam a cultura de negócios locais

A recorrente ideia de uma Fortaleza policêntrica voltou com força nesta pré-campanha eleitoral de 2020.

O conceito é simples: ampliar o sentido de localidade na Cidade, em que a moradia fique próxima do trabalho, estudo, serviços, comércio e outras estruturas.

Alexandre Pereira, pré-candidato à sucessão do prefeito Roberto Cláudio (PDT), quer ir além.

Até mesmo pela experiência acumulada à frente da Secretaria Municipal de Turismo e Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

O concorrente pelo Cidadania pretende construir polos empreendedores nos 121 bairros da Capital.

O embrião da proposta está nas atuais 51 areninhas, espalhadas por Fortaleza.

“A ideia é transformar as estruturas em Areninhas Empreendedoras, nas quais, além da transformação pelo esporte, também seja inserido o ensino de empreendedorismo”, explica o pré-candidato.

De acordo com o representante do Cidadania na corrida eleitoral, o processo iria do Ensino Fundamental à formação profissionalizante.

Batizado de Território Organizado e Produtivo (TOP), a proposta se integraria aos Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas).

O objetivo, enfatiza o concorrente à sucessão municipal, é fazer o dinheiro circular localmente, tornando os bairros autossustentáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *