Auxílio emergencial muda governo Bolsonaro de patamar e deve impactar eleições

Da Coluna Erivaldo Carvalho, do jornal O Otimista, desta segunda/24:

Presidente da República melhorou imagem, segundo o Datafolha, ao nível de início de mandato

O Planalto prepara, esta semana, uma grande cerimônia. Previsto para esta terça-feira (25), o evento pretende anunciar medidas de recuperação da economia nacional. O ponto alto deverá ser a prorrogação do auxílio emergencial, até dezembro deste ano. Anotem: esse ato político poderá ser a consolidação da virada de imagem de Jair Bolsonaro Brasil afora, com impactos diretos na disputa por prefeituras e câmaras municipais – inclusive em Fortaleza, na sucessão do prefeito Roberto Cláudio (PDT).

O ato acontecerá poucos dias depois de o terceiro andar do Palácio correr para o abraço, com pelo menos duas notícias alvissareiras, anunciadas pelo prestigiado Datafolha: a recuperação da imagem do inquilino mor – equivalente ou melhor em relação ao início do mandato -, e a desvinculação da imagem do presidente das dezenas de milhares de mortes provocadas pela Covid-19.

O que tudo isso tem a ver com a disputa eleitoral em Fortaleza? Tudo. A força do bolsonarismo ou antibolsonarismo – duas das principais variáveis deste atípico 2020 -, será proporcional ao agregado eleitoral – ou repelência -, de Jair Bolsonaro. O raciocínio é simples: com o governo e o desempenho pessoal bem avaliados, o presidente será um dos maiores – se não o maior -, cabo eleitoral de novembro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *